19/10/2010

Convenção da NBAA começa com vendas e novidades


19/10/2010

da Redação
Antes mesmo da abertura da convenção da NBAA (National Business Aviation Association), que aconteceu nesta terça-feira (19/10), em Atlanta (EUA), o mercado de aviação executiva já anunciou uma série de novidades e pelo menos uma negociação bilionária. O evento, que é considerado a principal feira de aviação executiva do mundo, já reflete a recuperação deste segmento após a crise econômica mundial.

Nesta manhã, a brasileira Líder Aviação e a americana StandardAero anunciaram um acordo de dois anos na área de reparos e inspeções gerais dos motores Honeywell TFE731, Pratt & Whitney Canada PT6A e Rolls-Royce RR250. Para Scott Taylor, vice-presidente da StandardAero, ambas as empresas ganham com a parceria, pois a Líder ganha conhecimento técnico e a norte-americana garante participação no mercado latino-americano, em especial no Brasil.

A Bombardier anunciou a incorporação dos modelos Global 7000 e Global 8000 à sua linha de jatos executivos de longo alcance. O primeiro será capaz de cumprir o trecho entre Londres e Cingapura, ou Nova York e Dubai, em voos sem escala com 10 passageiros. Já o Global 8000 poderá voar de Sidney a Los Angeles, ou de Mumbai (Índia) a Nova York, sem escala com oito passageiros. Os jatos deverão começar a voar em 2016 (Global 7000) e 2017 (Global 8000).

Ontem o Brasil esteve presente nas manchetes com o anúncio da venda de 50 de 50 jatos executivos Phenom 300, da Embraer para a NetJets, uma das maiores empresas de fractional onwership (propriedade compartilhada) do mundo. O valor total do negócio pode superar US$ 1 bilhão e o início das entregas está programado para 2013.

Também na segunda-feira, a Gulfstream apresentou o novo G250, jato super mid-size que o fabricente está desenvolvendo em conjunto com a Israel Aircraft Industries (IAI) e que deverá ser certificado no ano que vem. Durante testes em voo o modelo mostrou que pode alcançar uma altitude de 41 mil pés em menos de 20 minutos. Os testes começaram oficialmente em dezembro de 2009. Hoje eles somam mais de 300 horas no ar em 115 testes. O fabricante norte-americano também fez testes com o jato G650, que sobrevoou o oceano Atlântico, a mais de 900 km/h, durante quase 10 horas. O jato executivo começou com 39 mil pés (mais de 10 mil metros), mas chegou a alcançar 45 mil pés de altura. A comercialização dos aviões deve começar em 2012.

Por fim, a Cessna lançou o “Citation Ten”, que é uma versão modernizada do “Citation X”. O novo modelo contará com o sistema de aviônicos “Garmin G5000”, que aumenta a força e eficiência do motor Rolls-Royce. A entrega do novo “Citation Ten” está prevista para o para 2013. “Desenvolver um novo produto é sinal de que nós faremos o que for necessário para manter a companhia em posição de liderança no mercado”, afirmou o presidente da Cesna, Jack Pelton.

Cabine mais espaçosa, sistema elétrico aprimorado e controle óptico, são os atributos da nova versão, que inclui a última interface de opções para melhorar a produtividade e conectividade de voo. O Citation X é hoje o avião executivo mais veloz em operação no mundo.

Fonte: Revista Aero Magazine

Reações:

0 comentários:

Postar um comentário