13/10/2010

787-9 apresenta-se cada vez mais próximo do 777-200ER


Apesar do Boeing 787 ter iniciado seu desenvolvimento como um avião destinado a um mercado abaixo do 777 em termos de capacidade, a maior versão do Dreamliner, o 787-9, apresenta-se a cada dia que passa como um provável substituto para a menor versão do 777, o -200ER.

Segundo informações divulgadas pela Fight International os constantes refinamentos sendo feitos pela fabricante no desenvolvimento do avião, cuja entrada em operação esta prevista para o ano de 2013, o têm deixado mais próximo do irmão mais velho.
Comparando-se os números, o 787-9 terá uma cabine 59 cm menor em comprimento, o que representará apenas duas fileiras a menos de assentos, ou 18 lugares considerando-se uma configuração de classe única com fileiras de nove assentos.

No que tange à capacidade dos porões, ponto importante para o transporte de carga, o porão dianteiro do 787-9 terá os mesmos 70,5 metros cúbicos apresentados pelo 777-200ER, enquanto o traseiro será maior, superando os 72,5 metros cúbicos do 777.
Tais detalhes, somando-se à economia operacional prevista, tendem a fazer do avião um substituto à altura para a menor versão do maior jato bimotor atualmente em operação.
Resta saber, confirmando-se tal posicionamento do 787-9, como o mercado irá reagir e se isso poderá significar um inicio efetivo da substituição dos 777-200ER pelo novo avião.

Imagem: Boeing


Fonte: Portal CR

Reações:

0 comentários:

Postar um comentário