30/09/2010

França considera que houve crime no acidente com voo 447 da Air France


da Redação
A Justiça da França chegou à conclusão de que houve crime no acidente com o voo 447 da Air France, em 31 de maio de 2009. O Airbus A330 caiu no Atlântico com 228 pessoas a bordo, quando fazia a rota Rio-Paris. O caso foi definido como “homicídio involuntário”, o equivalente no Brasil a homicídio culposo (quando não há intenção de matar).

De acordo com a sentença provisória, os sensores de velocidade (pitot) do fabricante Thales AA já haviam apresentado problemas em voos anteriores ao AF -447. Por causa da decisão, os familiares das vítimas não terão de esperar a conclusão das investigações para acionar a Justiça em busca de indenizações.

"A coexistência de falhas anteriores e a falha constatada na noite do acidente, afetando as duas sondas pitot, são suficientes para indicar a existência de um crime, caracterizando delito de homicídio involuntário", aponta a sentença da Justiça. O acidente do voo AF-447 é avaliado por especialistas em seguros de acidentes como um dos mais caros da história da aviação, podendo chegar a € 700 milhões. As informações são do jornal O Estado de S.Paulo.

Fonte: Revista Aero Magazine

Reações:

0 comentários:

Postar um comentário