13/06/2015

Brasil receberá US$ 9,1 bilhões em projetos de compensação pela aquisição do caça Gripen NG

Brasil receberá US$ 9,1 bilhões em projetos de compensação pela aquisição do caça Gripen NGO projeto de aquisição dos caças Gripen NG vai gerar compensações para o Brasil, beneficiando as empresas brasileiras Embraer, Akaer, SBTA, Atech, AEL, Mectron e Inbra, além do Departamento de Ciência e Tecnologia Aeroespacial (DCTA), órgão da Aeronáutica. O valor de US$ 9,1 bilhões é alcançado com o somatório dos chamados projetos de offset, compensações de natureza industrial, tecnológica ou comercial negociadas em contratos da FAB com empresas estrangeiras. No caso do Gripen NG, os engenheiros e técnicos daqui vão atuar em áreas inéditas para os profissionais brasileiros. A Embraer irá atuar no desenvolvimento da fuselagem, nos ensaios de fadiga e nos testes das aeronaves, além de realizar a fabricação no Brasil. A Akaer, empresa de São José dos Campos/SP, atuará no desenvolvimento de partes da estrutura, tanto em metal quanto em materiais compostos, mais leves. A Inbra vai participar da produção da estrutura. Também em São José dos Campos, a Mectron irá integrar armamentos e sistemas de comunicação de dados, enquanto a AEL, de Porto Alegre/RS, vai atuar na área dos sistemas de bordo. Por fim, o DCTA irá participar da certificação do Gripen NG, análise operacional e desenvolvimento conceitual. Além disso, mais de 350 profissionais brasileiros vão trabalhar na Suécia entre 2015 e 2021, atuando desde o desenvolvimento da aeronave até testes de protótipo e na construção. Das 36 aeronaves, treze serão fabricadas por suecos, oito por brasileiros na Suécia e quinze no Brasil. As entregas à FAB acontecerão entre 2019 e 2024. Mais informações no portal www.fab.mil.br. Foto: CECOMSAER-Sgto. Johnson

Fonte: Revista Flap

Reações:

0 comentários:

Postar um comentário