25/11/2014

Frota de Gripen da FAB pode chegar a 108 exemplares

Da redação - 19/11/2014

Segundo notícia veiculada hoje pela Flight International, um militar da Força Aérea Brasileira (FAB) confirmou que a frota de caças Saab Gripen NG pode chegar a 108 exemplares em operação no País.
Os 36 caças adquiridos através de um contrato avaliado em US$ 5,4 bilhões seria apenas o primeiro de três lotes a serem encomendados pelo Brasil, que possui a intenção de substituir a longo prazo os caças Northrop F-5EM e os jatos de reconhecimento e ataque Embraer AMX A-1, plataformas que devem deixar de operar nos próximos 20 anos.
Os estudos que indicaram o número de 108 exemplares foram feitos em 2007 e a FAB ainda está para decidir a quantidade das variantes monoplace e biplace. A encomenda atual prevê 28 e oito aeronaves de cada modelo, respectivamente.
Os caças brasileiros serão capazes de operar com o míssil ar-ar de 5ª geração e curto alcance desenvolvido em parceria entre a Denel Dynamics (da África do Sul) e a brasileira Mectron, cuja qualificação final será recebida na semana que vem. Além desta, os caças também poderão operar com o míssil ar-superfície antirradiação MAR-1 e, ainda segundo a matéria, os primeiros Gripen devem pousar no Brasil em 2019.
Procurada pela nossa reportagem a assessoria de imprensa da FAB esclareceu que "o contrato assinado com a Saab em outubro deste ano prevê odesenvolvimento e aquisição de 36 caças Gripen NG. O número divulgado refere-se a estudos realizados pela ForçaAérea Brasileira (FAB) para a renovação gradual e uniformização de toda a frotade aeronaves de caça, à medida que chegar ao fim o ciclo de vida das atuaisaeronaves, F-5EM e A-1M. Este estudo, baseado na Estratégia Nacional de Defesa,visa preparar a Força Aérea para os desafios do futuro. Em decorrência desse planejamento, chegou-se ao númeroestimado de 108 aeronaves. Mas, reforça-se, este número é apenas umplanejamento, sem qualquer relação com o contrato atual".

Por outro lado, os dois primeiros pilotos que estão em treinamento na Saab, em preparação para o recebimento dos Gripen NG, Capitães Gustavo de Oliveira Pascotto e Ramon Santos Fórneas, realizaram hoje o primeiro voo de treinamento num JAS-39D.
Os militares foram acompanhados por instrutores suecos, realizando um voo de 50 minutos de duração.
Os dois Gripen voaram em uma área de instrução sobre a Suécia e o Mar Báltico. Após a decolagem, foi realizada uma subida até 10.638 metros de altura em um minuto e meio, uma taxa de subida de 118 metros por segundo. Para cumprir o cronograma de treinamento proposto pelos suecos, os brasileiros também realizaram acrobacias juntos nessa que é chamada de fase de familiarização.
Diferentemente dos demais brasileiros que já voaram no Gripen em testes, os dois aviadores têm agora a responsabilidade sobre as aeronaves e treinam para dominarem todos os sistemas dos caças. Três horas após o pouso, os pilotos já seguiram para um novo treinamento no simulador de voo.
Formados pela Academia da Força Aérea, o Capitão Fórneas era piloto de caça F-5EM e o Capitão Pascotto comandava caças Mirage 2000. Ambos vão passar seis meses em treinamento na Suécia e se tornarão os primeiros brasileiros instrutores de Gripen.

Fonte: Revista Asas

Reações:

0 comentários:

Postar um comentário