07/10/2013

Como uma companhia aérea reduziu custos com o mundo móvel


 


Se a crise das companhias aéreas brasileiras é algo crítico, é hora de as empresas olharem para soluções que diminuam os custos e consigam, ao mesmo tempo, manter e melhorar o bem-estar de seus clientes. Um bom exemplo a ser seguido é o da Air Canada, que reduziu 80% dos custos de check-in apostando no futuro: a mobilidade.
Mais do que apostar em terminais de check-in automatizados, que muitas vezes mais complicam do que ajudam, a Air Canada foi uma das primeiras companhias aéreas a investir muito em aplicativos. Criou apps para a plataforma do iPhone e da BlackBerry que facilitavam a vida de seus clientes e diminuía custos.

A equação era simples: quem pretende viajar quer embarcar de forma rápida e sem complicações, enquanto a companhia aérea se esforça para diminuir custos. Ao perceber a popularização dos smartphones, a empresa entendeu o que seu público queria. O resultado não poderia ser melhor: redução de aproximadamente 80% de custos em comparação ao formato clássico do check-in, além de uma clientela cada vez mais fiel, graças a uma solução que agrada ambos os lados.
Além de colher frutos diretos, a Air Canada teve um aumento de 50% na velocidade para lançar novos serviços. O motivo é simples: com uma base digital já criada, bastava aprimorar e redesenhar certas funcionalidades para criar novos produtos. Além, claro, de reduzir a impressão de tantos papéis – a tela do smartphone se transforma no formulário de embarque.
Com a explosão de smartphones, o crescimento desenfreado do Android e a popularização do iPhone, companhias aéreas precisam de soluções seguras e inteligentes para fazer com que seus gastos sejam reduzidos, mas sua imagem perante os clientes não seja arranhada. Melhor poupar papel do que água e biscoito durante os voos, certo?

Fonte: Revista Info

Reações:

0 comentários:

Postar um comentário