14/01/2011

Aerolíneas Argentinas anuncia que vai aumentar suas frequências regulares para o Brasil

14/01/2011


da Redação
A Aerolíneas Argentinas pretende aumentar ainda mais as suas frequências regulares para o Brasil. De acordo com a diretora geral da companhia no País, Eliane Pucciarello, até o mês de março, devem ser iniciadas três novas frequências para São Paulo, totalizando nove por dia. Até junho, o Rio de Janeiro também ganhará mais dois voos diários, chegando a seis e Porto Alegre terá a sua segunda frequência para a Buenos Aires.Segundo ela, a empresa está em processo de negociação com as autoridades brasileiras paradecidir os horários dos novos voos. No mês de janeiro já foi adicionado um voo para São Paulo e um para o Rio de Janeiro. Para Eliane, o aumento dos voos da Aerolíneas entre Buenos Aires e as diversas capitais brasileiras em 2011 é um reflexo do processo de recuperação que foi iniciado em 2010."Este ano está sendo muito positivo para nós, pois recuperamos muitas frequências. Começamos o ano com três voos diários para São Paulo, dois para o Rio de Janeiro e um para Porto Alegre", contou Eliane Pucciarello. Ela ressaltou que 2010 também foi um ano muito importante. "Foi um ano muito importante para nós, pois a empresa completou 60 anos, laçamos uma nova logomarca, uma nova revista de bordo e renovamos a frota com 12 novos Boeings 737-700, 20 Embraers, sendo que sete já foram entregues, além de um novo Airbus A340", comemorou.A ocupação dos voos entre o Brasil e a Argentina também é motivo de comemoração para a Aerolíneas, que fechou ano com uma média de 68%, contra 43% de 2009. "Temos expectativa de crescimento de 12% na ocupação em 2011. Também prevemos um aumento entre 30% e 40% nas vendas em comparação com 2010", revelou.Segundo Eliane, o número crescente de negócios “entre Brasil e Argentina” é o responsável pelo um aumento da procura. “O interessante é que este é um mercado que cresce além de Buenos Aires, e este também é um dos nossos grandes diferenciais, pois cobrimos 33 localidades na Argentina, dos quais 20 só nós chegamos", complementou.

Fonte: Revista Aero Magazine

Reações:

0 comentários:

Postar um comentário