08/12/2010

Força Aérea Brasileira forma 192 novos oficiais em Belo Horizonte

08/12/2010

Mais uma vez, o Centro de Instrução e Adaptação da Aeronáutica (CIAAR) encerra o ano letivo com uma solenidade emocionante. Cumprindo a sua missão de formar oficiais para a Força Aérea Brasileira (FAB), foi realizada, na terça-feira (07/12), a cerimônia militar de entrega de espadas aos 162 formandos do Estágio de Adaptação ao Oficialato (EAOF) – Turma Diamante, e aos 30 concludentes do Curso de Formação de Oficiais Especialistas (CFOE), Turma Odhin.

O Comandante da Aeronáutica realizou a entrega de espadas ao 2º Tenente Especialista em Aviões Rosinaldo Bonfim (CFOE) e ao 2º Tenente da especialidade de serviço de engenharia Mauricio de Barros (EAOF), primeiros colocados em suas turmas. Os primeiros lugares também receberam o Prêmio Força Aérea Brasileira e o Prêmio de Honra ao Mérito, do Ministério da Defesa, concedidos aos alunos que se destacam nas escolas de formação das Forças Armadas.Momento especial para o Tenente Bonfim que ingressou na FAB como soldado e agora torna-se oficial.

“A FAB é tudo na minha vida. Hoje é um dia muito especial, pois compartilho com a minha família a alegria de me formar e de ter alcançado a primeira colocação no curso”, ressalta Bonfim.

O CIAAR, localizado em Belo Horizonte, é hoje uma das mais importantes escolas de formação da FAB, promovendo também a adaptação militar de médicos, dentistas, engenheiros, advogados, entre outros. Somente neste ano, o CIAAR formou cerca de 500 novos oficiais para a Aeronáutica.

Conheça o CFOE e o EAOF

Para ingressar no CFOE, que tem duração de 2 anos, o militar da ativa deve ser aprovado no exame de seleção, realizado anualmente, e possuir, entre outros pré-requisitos, ensino médio completo e, no mínimo, dez anos de serviço no Quadro de Suboficiais e Sargentos (QSS). Já para o EAOF, que tem a duração de 14 semanas, podem participar do estágio, graduados que possuem Curso de Aperfeiçoamento de Sargentos e que foram aprovados no exame de seleção.

O CFOE e o EAOF abrangem Instruções nos Campos Geral, Militar e Técnico-Especializado e proporcionam aprofundamento teórico e prático em cada especialidade, tornando os novos oficiais aptos para o exercício de funções de chefia na área técnica. Os alunos do CFOE também realizam o Curso Superior de Tecnologia, reconhecido pelo MEC, na especialidade cursada e o militar passa a integrar o Corpo de Oficiais da Ativa da Aeronáutica, podendo alcançar o posto de Coronel, já os oficiais que cursam o EAOF chegam ao posto de Capitão.

Os formandos receberam instruções sobre Regulamentos e Conduta Militares, Armamento, Segurança no Trabalho, Gestão de Pessoas, a Profissão Militar, Chefia e Liderança, Direito Humanitário Internacional, entre outras instruções especificas de cada área.






Fonte: CIAAR

Reações:

0 comentários:

Postar um comentário