16/11/2010

Duas pessoas morrem após queda de um monomotor P-56, em Bragança Paulista

16/11/2010
da Redação
Um monomotor P-56, modelo conhecido como Paulistinha, caiu nesta segunda-feira (15/11) às 15h40 em Bragança Paulista, a 83 quilômetros de São Paulo. Os tripulantes — o instrutor Rafael Giacon Cunha, de 22 anos, e o aluno João Henrique Mendonça, de 18 — morreram.

Era a primeira aula de João. Segundos após decolar, a aeronave perdeu a sustentação e se chocou contra o solo, o que fez com que o instrutor e o aluno fossem carbonizados. O voo era um presente de aniversário do pai para o rapaz. Ao ver o acidente com o filho, o pai passou mal e precisou ser hospitalizadol. Ele já teve alta.
O Seripa IV (Serviço Regional de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos - São Paulo) vai investigar as causas do acidente. Funcionários do aeroclube contaram que as condições do tempo eram boas. Segundo a Anac (Agência Nacional de Aviação Civil), a situação da aeronave era regular. “A aeronave era homologada, tinha o certificado de aeronavegabilidade das autoridades responsáveis. Todo o avião com esse certificado é considerado seguro”, afirmou o Coronel Luiz Nave Castro, do Seripa IV.
Segundo ele, o Seripa tem até um ano para fazer um relatório preliminar. A mesma aeronave, que é muito usada para a instrução de novos pilotos, sofreu um acidente em 2004, quando também registrou problemas na decolagem. Na ocasião, duas pessoas ficaram feridas.

Fonte: Revista Aero Magazine

Reações:

0 comentários:

Postar um comentário