05/11/2010

China demandará mais de 4.300 novos aviões nos próximos 20 anos, diz Boeing

Qui, 04 de Novembro de 2010

A Boeing divulgou análise de mercado referente à demanda na China para os próximos 20 anos, estimando que o país asiático precisará de mais de 4.300 novos aviões comerciais avaliados em US$ 480 bilhões até o ano de 2029.
Tal demanda fará com que a China triplique sua frota atual e torne-se o segundo maior mercado mundial depois dos EUA.

"A China é um dos mercados de aviação mais dinâmicos e que crescem mais rápido no mundo, impulsionado pela urbanização da China, o crescimento de sua economia e as crescentes riquezas pessoais", disse o vice-presidente de Marketing da Boeing Commercial Airplanes, Randy Tinseth. "Nós esperamos que o tráfego doméstico na China cresça a uma média de 7,9%."

Segundo a Boeing 71% da demanda chinesa, o equivalente a 3090 aviões, será por narrowbodies para o mercado de passageiros. Os widebodies de média capacidade, categoria que contempla aeronaves como o 787 e o 777, verão demanda por aproximadamente 890 aviões, o que significa que junto com os narrowbodies responderão por 92% da demanda total.
Aviões de grande capacidade como o 747 e o A380 deverão receber cerca de 70 encomendas, enquanto o mercado cargueiro terá demanda por 330 aeronaves.

Fonte: Portal CR

Reações:

0 comentários:

Postar um comentário