18/10/2010

Greve contra reforma previdenciária cancela 30% dos voos na França

18/10/2010

da Redação
Apesar de o presidente Nicolas Sarkozy ter afirmado que a França não corria o risco de ter seus aeroportos paralisados por falta de combustível, 30% dos voos previstos para para terça-feira (19/10) nos aeroportos de Paris já foram cancelados. A situação é mais grave no Aeroporto de Orly, onde 50% dos voos foram desmarcados. A informação foi adiantada por funcionários do setor de aviação francês. Nesta segunda-feira, diversos voos estão atrasados ou já foram cancelados.

Há dois meses a reforma na previdência aumentou a idade mínima de aposentadoria de 60 para 62 anos, o que gerou uma série de protestos e greves que duram até hoje.

Na semana passada, as greves fecharam a maior parte das refinarias da França, fazendo com que os dutos que levam combustível até os aeroportos Charles de Gaulle e Orly fossem interrompidos na sexta-feira e no sábado. Hoje o governo do presidente Sarkozy ativou um esquema de emergência para garantir o suprimento de combustível.

O primeiro-ministro, François Fillon, disse neste domingo que não é cogitada uma retificação da reforma, e assegurou que vai intervir se for necessário para que o país não fique parado.

Fonte: Revista Aero Magazine

Reações:

0 comentários:

Postar um comentário