28/10/2010

Cardápios de inspiração espanhola na Lufthansa; Marc Fosh será o novo Star Chef no último bimestre

A Lufthansa conseguiu atrair um dos mais instigantes e criativos talentos culinários da Europa para sua próxima temporada: Marc Fosh, o estrelado chef britânico, vive e trabalha há 20 anos em Maiorca, onde dirige um grande pólo gastronômico com dois renomados restaurantes, uma escola de culinária com loja de delicatessen anexa e uma exclusiva empresa de catering. Ele será o novo Lufthansa Star Chef nos meses de novembro e dezembro e fará a alegria dos passageiros First e Business Class em voos de longa distância com suas delícias sofisticadas de inspiração espanhola.
A seleção de entradas a ser servida na First Class reúne salada de bacalhau com laranjas, azeitonas pretas e molho de cherry, carne seca de Léon com abobrinha grelhada e queijo manchego assim como terrina de vegetais coloridos com vinagrete de pinhão e mousse de alcachofra. Depois da salada ou sopa de espuma de agrião com croûtons, são servidas bochecha bovina assada decorada com azeitonas e alho-poró, acompanhada de purê de aipo. Ou peixe alabote na crosta de açafrão ao molho bouillabaisse, pimentão e arroz preto de Vênus. A terceira opção será tian de cuscuz de berinjela e tomates com vegetais mediterrâneos. Para finalizar o menú, creme de trufas de chocolate e azeite de oliva com flor de sal e geléia de framboesa e pimentão, ou então creme de sal de limão com sorvete de água de rosas e kirsch e avelãs ducca.
Não menos criativos são os pratos a serem servidos na Business Class. As entradas reúnem confit de camarões gigantes sobre salada colorida de melão, vitela rolê com cogumelos, frutas secas, salada Bulgur com molho de laranja e cenoura, ou salada de alfaces coloridas com champignons temperados com ervas, azeitonas e pimentões com molho espanhol. Como pratos principais, filé de salmonete sobre paella de mexilhão ou massa gargagnelli com molho de tomate, queijo e azeitonas. Como sobremesa, tarta de almendra (torta de amêndoa espanhola), queijo manchego e queijo ibérico com geléia de marmelo ou salada de frutas frescas.
Marc Fosh iniciou sua carreira gastronômica aos 17 anos no renomado restaurante londrino Greenhouse e, em seguida, cozinhou no Chelsea Room do hotel Carlton Tower. Após alguns anos de estágio na França e na Espanha, ele se estabeleceu em Maiorca e pouco tempo depois seu restaurante foi agraciado com uma estrela Michelin.
Ao longo do tempo, Fosh desenvolveu de forma consistente seu próprio estilo de cozinhar. Sua cozinha é nitidamente mediterrânea, mas também integra influências criativas das tradições francesa e asiática. Suas refeições são leves, preparadas com aromas frescos e produtos sazonais. Para ele, o que importa é que os ingredientes falem por si e que seus clientes deixem a mesa leves, felizes e satisfeitos. Marc Fosh tem uma queda especial por sais especiais. A flor de sal de Maiorca desenvolvida por ele confere ao sabor dos seus pratos aquele último toque exclusivo.
Nos dois meses em que Fosh será responsável pelos cardápios, todos os passageiros Business Class ganharão duas latinhas deste sal sofisticado para levar para casa e experimentá-lo na sua própria cozinha. No âmbito do desenvolvimento contínuo do programa Star Chef e da comemoração de seu 10º aniversário, os passageiros terão uma visão mais profunda da filosofia culinária do respectivo chef. Além disso, também sempre será servido um prato tradicional sob o nome de “Lufthansa Classics”, substituído mensalmente. Em novembro e dezembro será o ganso de Natal. Em outros meses, poderá ser a vez de Königsberger Klopse (bolinhos de carne ao molho branco com alcaparras), Wiener Schnitzel (filé de vitela à moda de Viena) ou aspargos.

O programa Lufthansa Star Chef

Desde janeiro de 2000, os passageiros Lufthansa são beneficiados também na área gastronômica: cardápios cheios de imaginação, criados por renomados chefs do mundo inteiro, transformam sua viagem em “prazer celestial”. Celebridades do mundo gastronômico internacional como Harald Wohlfahrt (Baiersbronn), Dieter Müller (Bergisch Gladbach), Daniel Boulud (Nova York) ou Paulo Bocuse (Lyon) já atuaram como “Star Chefs” Lufthansa. Em 2005, juntaram-se a eles chefs de renome internacional com cardápios regionais dos seus países de origem, servidos em determinadas rotas de longa distância para a Alemanha.


Fonte: Revista Asas

Reações:

0 comentários:

Postar um comentário